Porta corta fogo: qual é o padrão de resistência ao fogo?

Descubra nesse post o que é e como identificar o grau de proteção das portas corta fogo.

As portas corta fogo são produzidas e identificadas por um tempo de proteção ao fogo, que é um número que a acompanha e garante a sua certificação, não existindo um padrão. Mas por que não?

Por serem distribuídas na edificação conforme o risco de incêndio em cada um dos ambientes, em específico, as portas corta fogo apresentam diferentes espessuras e diferentes materiais isolantes, garantindo a elas a resistência adequada aos incêndios daquele local.

porta-corta-fogo-ambiente-branco
Porta corta fogo em laboratório médico.

E como identificar o grau de proteção das portas?

A regra de identificação é básica: o tempo, ou grau, de resistência das portas é identificado pela letra “P” (de proteção) na descrição da porta, seguido de um numeral que se refere à quantidade de minutos em que a porta resistirá ao fogo.

porta-corta-fogo-com-fundo-de-incendio
Porta corta fogo branca + barra antipânico

Os tipos mais comuns de porta

  • P30 – 30 minutos de resistência ao fogo
  • P60 – 60 minutos de resistência ao fogo

Embora o modelo mais usado seja o P90, cada um dos ambientes do prédio pede um tempo específico de proteção.

O que leva em conta a quantidade de pessoas no lugar, tipo de incêndio e dificuldade de evacuação da edificação.

O ideal em casa caso é seguir as especificações do projeto.

Ah, e segundo a ABNT 11742 que normatiza as portas corta fogo não existe problema em aumentar o grau de proteção, o que não pode é diminuir.

Gostou do conteúdo? Deixe seu comentário e sugestões de conteúdo aqui embaixo.

E nos siga no Facebook e Instagram também para conteúdos rápidos e bastidores da Zeus do Brasil.