Quando fazer o reteste nas mangueiras de incêndio?

Quando devo fazer e por que fazer o reteste das mangueiras de incêndio?

O reteste ou inspeção, das mangueiras de incêndio deve ser feito a cada 12 meses, ou após um uso das mangueiras em combates a incêndios.

quando-fazer-o-reteste-das-mangueiras-de-incendio
Uma das etapas do reteste é a inspeção visual das mangueiras.

Por que fazer o reteste?

As mangueiras de incêndio são essenciais para a segurança das edificações e ficam armazenadas nas caixas de mangueiras.

Podem ser usadas para o combate a incêndio ou “recarga” da rede de hidrantes através do hidrante de recalque (veja como nesse post).

Portanto, de tempos em tempos, devem ser feitas verificações nas mangueiras, garantindo que quando se faça necessário os materiais estejam 100% para o uso.

Como é feito o reteste?

Teste hidrostático

Durante a inspeção as mangueiras passam por um teste hidrostático que verifica a resistência da borracha interna, possíveis locais de vazamento e o funcionamento da mangueira de incêndio.

As mangueiras de incêndio são submetidas a alta pressão, o que certifica que o material irá resistir em usos no combate a incêndios.

Inspeção visual

Elas também são inspecionadas visualmente buscando defeitos ou furos na trama de tecido poliéster que reveste a mangueira.

Visualmente também se busca por não conformidades nas borrachas de vedação das mangueiras e amassados ou deformações nas uniões de metal que ficam nas extremidades das mangueiras de incêndio.

As mangueiras de incêndio são itens indispensáveis para o combate a incêndio e devem estar sempre em dia para garantir a proteção das pessoas e da edificação.

Gostou do conteúdo? Deixe seu comentário e sugestões de conteúdo aqui embaixo.

Nos siga no Facebook e Instagram também para ter acesso a conteúdos rápidos e bastidores da Zeus do Brasil.

Deixar uma resposta